aquele momento

foi maravilhoso aquele momento que a gente não se viu. aquele momento exato em que eu pisei na padaria que você tinha acabado de sair e sentei exatamente na mesma cadeira que você estava sentada e pedi o mesmo pão de queijo e café e suco de laranja que você pediu e depois saí pra fumar igualzinho você fez e antes de pagar a conta peguei um docinho e saí pela mesma porta que você saiu e andei exatamente pela mesma direção que você andou e foi maravilhoso aquele momento exato em que você estava saindo da farmácia onde deve ter comprado muitos remédios porque demorou todo o meu café pra sair e começou andar bem na minha frente e eu, coincidentemente, do jeito que eu nunca faço, resolvi responder mensagens no celular no meio da rua e abaixei a cabeça e não consegui ver seu cabelo, não reparei na sua roupa que ainda era a mesma de sempre, não reparei que você tava carregando a caixa do seu violão que eu comprei junto com você, foi maravilhoso aquele momento exato, aquele segundo inesquecível que você virou a próxima rua à direita e entrou no carro e eu continuei andando até o metrô e cheguei aqui em casa com a deliciosa sensação que só dá pra ter quando a gente não se vê.

Autor: giovanna marques

percebo as coisas com atraso e escrevo tudo pontualmente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s